Na minha dieta nova a nutricionista passou uma tal germinação de sementes para aproveitar a “energia vital” contida nelas. Achei pra lá de estranho, mas resolvi experimentar e pesquisar sobre.

A energia vital, energia psíquica ou psicoenergia, está relacionada à energia gerada pelo pensamento e pelas emoções, assunto sobre o que eu já falei diversas vezes, como neste vídeo no Youtube. Quando enxergamos tudo pelo lado negativo a tendência é que esta energia se torne desequilibrada, afetando inclusive nossa saúde.

Você já parou para reparar que quanto mais você reclama mais problemas aparecem? Isso porque você desequilibra a sua energia vital. E quando isso acontece é bem normal que você apresente sintomas físicos mesmo, como enxaqueca, insônia, alterações de humor, falta de concentração, constipação e por aí vai, variando de pessoa para pessoa.

Para manter a energia vital equilibrada o ideal, além de cultivar pensamentos e sentimentos positivos, é ter uma vida equilibrada e o mais natural possível. Evitar vícios e excessos de qualquer espécie, organizar sua rotina de forma que nenhuma área saia prejudicada (amor, família, amigos, trabalho, espiritualidade, finanças, intelecto, hobbies, diversão e lazer etc) e buscar entender que se você não pode resolver determinado problema naquele instante ficar remoendo vai só te prejudicar, sem trazer qualquer benefício.

De acordo com a homeopatia, a energia vital seria uma força interna responsável pelo equilíbrio do indivíduo. E de onde vem esta energia? Do ar, da água, dos alimentos e do sol. No caso das árvores, o potencial energético estaria concentrado nas sementes (e quanto mais processado um alimento – caso dos industrializados – menos energia vital apresenta).

As plantas absorvem as forças da terra, da água, do ar e do sol. Os vegetais absorvem esta energia vital, conhecida como prana para os hindus, ki para os japoneses, chi para os chineses ou ainda energia cósmica.

E depois de toda esta explicação ficou mais fácil entender o que a nutricionista me passou e que agora vou te ensinar.

GERMINAÇÃO DE SEMENTES

Deixe as sementes de molho na água de um dia para o outro (girassol, linhaça, gergelim), no mínimo 8 horas.
Deixe as sementes de molho na água de um dia para o outro (girassol, linhaça, gergelim), no mínimo 8 horas

 

No dia seguinte jogue a água fora e deixe escorrendo em algum apoio por mais 8 horas
No dia seguinte jogue a água fora e deixe escorrendo em algum apoio por mais 8 horas

 

Repare no que aconteceu com a semente germinada, surge uma espécie de “narizinho”
Repare no que aconteceu com a semente germinada, surge uma espécie de “narizinho”

Agora é só dar uma lavadinha e consumir. Desta maneira você consome a energia vital da semente.

Eu costumo usar num suco que ela indicou que eu uso 1 pepino, 1 maçã, 1 colher de sementes germinadas e 200ml de água. Eu coo e tomo só o líquido, pois foi como ela ensinou. Quem tiver centrífuga para fazer sucos deve ser uma mão na roda!

 

Baixe GRATUITAMENTE Meu eBook
Guia prático para controlar seu principal inimigo no emagrecimento: sua mente!

 

ebook mariana