Neste período do ano eu tenho escutado comentários como: “2015 foi terrível, tomara que termine logo”, “podia pular logo para 2016”, “vou dormir e acordar só ano que vem”, “2016 tudo vai se acertar”, etc etc etc.

Então eu quero aproveitar este momento para fazermos uma reflexão.

Há exatamente 1 ano, onde você estava, com quem estava, o que estava fazendo, quais eram suas reclamações e seus desejos?

E hoje, o que mudou de um ano para cá?

Aproveita e anota tudo num papel, principalmente você que tem reclamado tanto da vida (e eu não me coloco de fora desta não, viu?)

Então vamos lá… para te ajudar eu vou fazer minha parte. Há 1 ano eu estava com 92kg, vivia de legging e bata pois eram as únicas roupas que serviam, estava comendo como se o mundo fosse acabar, não tinha vontade de sair, não tinha vontade de comemorar, sentia dores terríveis nos pés que mal me deixavam andar, estava insatisfeita no trabalho etc etc.

Hoje estou com 23kg a menos, posso usar a roupa que eu quiser, pratico atividade física 6 vezes na semana, corro sem sentir dores, amo sair, encontrar os amigos, ver gente, trabalho com algo que amo e vejo nisso a possibilidade de ajudar ainda mais pessoas.

Então eu quero que você reflita. Você pode não estar 100% satisfeito com o rumo da sua vida até agora, talvez você não tenha cumprido todas as resoluções de ano novo. Mas pelo menos alguma coisa melhorou? Sua unha encravada curou? Sua enxaqueca diminuiu? Você está mais disposto?

Agora, se você virar para mim e falar: nada melhorou, Mari, minha unha continua encravada há 1 ano, assim como minha cabeça não para de doer e eu não sinto vontade de sair da cama. Neste caso eu te pergunto: o que você fez para melhorar? Você foi a um podólogo? Procurou ajuda de um médico ou até de um nutricionista para sua enxaqueca? (sim! Eu tive enxaqueca por muitos anos e pode estar relacionada à alimentação.) Buscou hobbies e atividades que te tragam prazer?

Se você me responder que não fez nada, peço desculpas, mas nada na vida acontece por milagre, você precisa fazer acontecer.

Eu tenho visto em todos os lados uma imagem com os dizeres: Defina 2015 em uma palavra. Mas hoje eu vou te pedir para fazer diferente.

2016

 

Descreva 2016 em uma palavra. Como você quer que seja seu 2016?  E o que você vai fazer de fato para ter este resultado?

Fazer uma lista é legal, não tem como negar, estudos comprovam que quem escreve os seus objetivos aumenta em 42% a probabilidade de sucesso, mas anotar e deixar guardado o ano inteiro não faz com que os objetivos se realizem.

Eu diria que é legal ter um objetivo máster, aquele que você considera mais importante e que de certa maneira vai te ajudar na realização de todos outros objetivos. E é nele que você deve focar mais atenção, sem deixar seus outros objetivos de lado.

E agora eu te pergunto: qual objetivo você mais quer realizar em 2016? O que é mais importante para você? O que mais te incomoda? O que dói? E o que você vai fazer em 2016 para daqui a um ano não estar reclamando que 2016 foi terrível, que você quer que acabe logo etc etc

Qual o próximo passo que você pode tomar HOJE para chegar mais perto dos seus objetivos? Depois que colocar em prática, questione-se: e agora, o que eu posso fazer? E continue fazendo, um passo de cada vez, o importante é não desistir no meio do percurso!

Eu fiz uma lista com minhas principais metas para 2016, mas além desta lista eu já tenho uma agenda específica onde defini os próximos passos e durante todo o ano continuarei fazendo isso. Desta maneira a probabilidade de desistência é menor. Experimenta e no final de 2016 me conta se a palavra que você escolheu para descrever seu ano não caiu como uma luva 😉

METAS2016

Baixe GRATUITAMENTE Meu eBook
Guia prático para controlar seu principal inimigo no emagrecimento: sua mente!

 

ebook mariana