E aí, galera? Daqui a pouco Janeiro termina, como foram seus resultados neste período? Se você está procurando inspiração para manter o foco, está no lugar certo! Hoje eu vou contar a história da Adriana Caroline. A Drika, como prefere ser chamada, tem 23 anos, é mineira de Contagem e atua como corretora de imóveis. Preparada para conferir o antes e depois da Drika? Então vamos lá!

Desde a infância ela sempre foi gordinha, assim como a maioria dos seus parentes. Seus pais não se preocupavam com o peso nem com a alimentação, o que refletia em seus hábitos. Ela comia muitas besteiras e era viciada em açúcar, não conseguia terminar uma refeição sem comer um docinho. Trocava fácil uma refeição completa por um pacote de biscoitos recheados ou alguma outra guloseima. “Na verdade, comia totalmente errado, não tinha horários, não tinha fundo e também não bebia água”, comenta Drika.

Antes de se casar, ela até conseguia controlar o peso praticando atividade física. Porém, após o casamento, ela se aproveitou da desculpa de que o marido adorava comer fora para comer besteiras, isso fora todas as porcarias que ela fazia questão de comprar para encher a despensa e comer sempre que tinha vontade.

Foto da época em que era solteira
Foto da época em que era solteira

Com isso ela foi engordando casa vez mais, até que um dia suas roupas não serviam mais, começou a ter dores nos joelhos e na coluna e quando menos se deu conta estava beirando a casa dos três dígitos.

Foto de seu Book antes do casamento
Foto de seu Book antes do casamento
Foto do seu casamento, em Outubro de 2014
Foto do seu casamento, em Outubro de 2014

Enquanto solteira, apesar do sobrepeso, ela se cuidava e gostava de afirmar que “se aceitava” daquele jeito. De vez em quando ela tentava parar de comer algo e entrava na academia, para controlar o peso, porém essa resolução não durava muito e ela mesma não via diferença.

Até que ela começou a pensar em engravidar, mas o fato de estar tão acima do peso a deixava receosa. “Se meu corpo já não está mais suportando 94 kg, imagina grávida?, ela se questionava. Foi quando ela resolveu buscar ajuda. Até então ela enchia a boca para falar que se fosse para parar de comer o que gostava, preferia continuar gorda. Chegou a pensar em tomar remédios, pois achava que seria o único jeito de emagrecer. Em meio a estes pensamentos ela buscou auxílio de um bom nutricionista e começou a reeducação alimentar.

Em agosto de 2014 ela começou a seguir a dieta da nutricionista à risca, além de fazer muitas pesquisas no Google para entender cada vez mais sobre alimentação. No começo ela deixou de ir a muitos eventos sociais, pois sabia que ainda não tinha autocontrole para resistir às tentações. Nos primeiros dias ela chorou muito devido à abstinência de açúcar e carboidratos ruins, mas se manteve firme.

No primeiro mês ela emagreceu 7 kg, mesmo sem praticar atividade física. Isso a motivou para começar a praticar exercícios leves assistindo vídeos no Youtube e usando aplicativos de celular. Começou fazendo 15 minutos de cinco a seis vezes por semana e foi aumentando aos poucos, 20, 25, 30 minutos. Nisso foram mais 5 kg no segundo mês. Cada vez mais motivada, começou a praticar musculação com a consultoria de um amigo personal trainer.

Além disso ela montou um grupo de emagrecimento no Whatsapp e começou a registrar sua rotina no Snapchat. “Isso me ajudava a manter o foco e a motivação”, diz Drika. Quando se assustou já tinham várias pessoas a acompanhando na batalha para emagrecer. O fato de estar ajudando outras pessoas a incentivou mais ainda.

Na academia ela fazia um treino intervalado, o famoso HIIT, 4 vezes na semana. Ela saía exausta, porém com a sensação de dever cumprido. E ainda fazia exercícios em casa pelo Youtube mais 2 dias na semana. Em 15 dias de treino já começou a sentir o corpo mais definido, um dos fatores para se tornar viciada em academia. Ela ia de qualquer jeito, independente de desculpas.

Resultado de 2 meses de RA
Resultado de 2 meses de RA

A partir do terceiro mês ela começou a fazer uma refeição livre a cada 15 dias, para não desanimar. Ao todo foram 20 kg em 5 meses só com reeducação alimentar e exercícios físicos.

Hoje ela diz ser outra mulher. Não mais se reconhece em suas fotos antigas. E admite que no começo não acreditava que seria capaz. Sua meta pessoal é de reduzir mais 10 kg, e se mantém firme em seu propósito. Ela se apaixonou tanto pela nova vida que pretende cursar Nutrição em breve.

A nova Drika
A nova Drika

Atualmente ela não deixa de comer o que gosta, porém suas refeições livres são planejadas, fato que a ajuda a manter o foco na dieta.

Exemplo de almoço na RA
Dieta da Drika

O conselho que ela deixa é:

“Viva um dia de cada vez, isso mudou a minha forma de lidar com tudo. Mate um leão por dia. Vejo muitas pessoas desistindo pois acham que vai demorar demais, reclamando que não estão vendo resultados de um dia para o outro ou simplesmente porque se entregam às dificuldades. Eu sempre pensava “Só por hoje eu não vou sair da minha dieta”, “Só por hoje, mesmo acabada, vou fazer meu treino até o final”, “Só por hoje vou vencer a preguiça”. E assim fui vencendo, dia após dia.”

Espero que a história da Drika tenha te ajudado e que te dê forças para continuar firme em seu propósito. Até a próxima!

Siga a Drika nas redes sociais para acompanhar sua rotina:

Instagram: @projetonovadrika

Snapchat: projetonovadrik

Se você também tem uma história de superação e quer que eu conte aqui é só enviar um e-mail para recomendo@emagrecasuamente.com.br

Baixe GRATUITAMENTE Meu eBook
Guia prático para controlar seu principal inimigo no emagrecimento: sua mente!

 

ebook mariana